Loading...

terça-feira, 26 de maio de 2009

Reforço positivo

Este fim de semana passado tive a oportunidade de estar presente num seminário acerca de treino de papagaios, com uma especialista a nivel mundial no treino de animais, Barbara Heindenreich.
Ela defende o reforço positivo como método de treino, com grandes resultados obtidos em diferentes espécies e com todas funciona.
O reforço positivo baseia-se em reforçar com o seu alimento favorito qualquer comportamento desejado no papagaio, e foi muito positivo perceber que muitas vezes exigimos demais aos nossos papagaios quando os estamos a ensinar, por vezes queremos que percebam coisas que para eles são completamente estranhas e devemos ir passo a passo recompensando cada evolução no sentido do que queremos. Como exemplo, no dar a volta no poleiro, ela começa por recompensar meia volta e só à 3ª ou 4ª meia volta exige uma volta completa, claro que se a ave der logo a volta completa melhor, mas o que quero com isto dizer é que devemos ir devagar, recompensando passo a passo o comportamento que queremos.
Um outro truque que me apercebi, é o facto de as recompemsas que ela usava serem de dimensão muito reduzida, assim o papagaio não fica cheio tão rápido e terá maior interesse em efectuar o comportamneto desejado para receber mais, e a cada passo concretizado corretamente, jackpot, uma recompensa maior, desta forma o papagaio estará mais interessado em atingir o jackpot. è bom descobrir qual a recompensa favorita do papagaio e retirar totalmente essa goluseima da sua alimentação, só tendo acesso a esta nas sessões de treino. Podemos e devemos ir alterando as recompensas, entre as várias goluseimas que gostam, assim nunca sabem o que poderá vir a seguir, mas também estas devem ser só alcansáveis nas sessões de treino.
Existem muitos donos de papagaios que não têm o desejo de ver o seu papagaio actuar performances como andar de bicicleta ou saber colocar moedas no mealheiro, mas apenas queriam ter um papagaio simpático que não seja agressivo e que possa andar solto sem destruir a casa, também esses donos devem aprender que com o reforço positivo podem mudar o comportamento dos seus papagaios como que da noite para o dia. Existem centenas de papagaios fechados nas suas gaiolas por vezes minúsculas, apenas porque os donos não sabem como alterar o seu comportamento agressivo. Com umas 10 a 15 sessões 99% desses papagaios passariam a ter uma vida bastante mais agradável, a agradar muito mais aos donos e a ter um estilo de vida bastante mais saudável que o sedentarismo da gaiola.
Clique aqui para ler o artigo completo ->

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Linguagem corporal

Apesar de não estar muito dentro do treino de truques em papagaios, este é um tema muito importante para os donos de papagaios.
Cada papagaio tem a sua personalidade, mas em geral, os papagaios comunicam todos através do mesmo código no que diz respeito à linguagem corporal, a melhor forma de se expressarem. Conhecermos a linguagem corporal do nosso papagaio ajuda-nos imenso a compreender o que se passa na sua cabeça e com isso poderemos adaptar as nossas acções e com isso ter mais sucesso no treino do nosso papagaio.
Eu penso que todos os donos de papagaios, ao fim de algum tempo começam a compreender o que o papagaio lhes está a tentar dizer com a sua linguagem corporal, mas muitas vezes assistimos a comportamentos agressivos da parte dos papagaios, apenas por falta de compreensão do dono na sua linguagem, o que leva muitas vezes a que o desgraçado do papagaio fique "esquecido" na sua gaiola e muitas vezes por falta de atenção até fala mais tentando chamar a atenção do dono....
Quando por exemplo ao aproximar-mos a mão do papagaio,ele tenta bicar, apenas porque ele sente medo e como tal defende-se, se puder voar foge para longe mas se não puder tem de se defender daquilo que lhe parece um predador e usar a sua maior arma, o bico e por vezes as garras. Numa situação destas devemos tentar perceber o que assusta o papagaio e assim tentar aliviar esse causador de stress e agressividade, de que forma?
Se o problema é o papagaio bicar quando tentamos tocar, então devemos perceber o que o assusta, se a nossa mão, ou se outra coisa qualquer, mas por norma é sempre a mão pois já houveram mãos que lhe fizeram mal e os papagaios têm uma memória muito boa e não se esquecem das agressões, mesmo que tenham sido da mão de outra pessoa qualquer. Nessa situação, devemos em primeiro lugar perceber qual a sua goluseima preferida e retirá-la totalmente da alimentação, dando-lhe apenas pela mão para que venha comer da mão, mas muitas vezes nem assim se aproximam, aí então colocar a goluseima ao alcance do papagaio mas deixamos a mão perto para que vá comer com a mão ali perto e perceba que não lhe irá fazer nenhum mal, de inicio pode ser que se tenha de ir afastando até o papagaio ir comer e depois ir aproximando gradualmente até que o papagaio se sinta à vontade e venha comer da mão. essa goluseima durante os próximos meses só estará ao alcance do papagaio através da mão para que memorize que a mão lhe traz a sua goluseima favorita. Atenção que durante este processo o papagaio pode tentar bicar quando iniciamos a dar a goluseima pela mão, nesse caso temos de dar de mão aberta e ir desviando do bico dele as partes da mão que o papagaio possa bicar, até que perca essa "mania" e possa então começar a ganhar a confiança do papagaio, atraindo-o a subir para a mão para alcançar a goluseima e depois o mesmo para voltar ao poleiro.
Desta forma poderemos alterar os comportamentos que quisermos no nosso papagaio, tornando-o uma melhor companhia e como tal dedicarlhe-emos mais atenção e poderemos proporcionar-lhes uma vida melhor.
Clique aqui para ler o artigo completo ->

sábado, 9 de maio de 2009

Recompensa por trabalho

Um truque que podemos ensinar ao nosso papagaio inteligente, é o trabalhar pela sua recompensa, bastante simples de ensinar e ajuda a desenvolver a motricidade do papagaio.
Com o nosso poleiro, seja em T, seja nas duas barras verticais como eu uso, podemos treinar mais um truque engraçado para o nosso papagaio, mas desta vez temos de arranjar alguns componentes para que este truque possa ser feito, passo a explicar, um cordel e um cestinho tipo balde do poço. Amarra-se o cordel no poleiro e na outra ponta o cesto, onde colocamos a recompensa e pedimos ao papagaio que ice o cesto puxando o cordel, para que quando consiga agarrar o cesto possa ter acesso à recompensa. Pensem nisto como retirar àgua de um poço. O cesto convém estar bem atado ao cordel para que quando o papagaio puxar pelo cordel, a recompensa não caia. Este é um truque que vai ajudar a desenvolver a motricidade do papagaio, o que vai ajudar bastante no treino de truques mais avançados.
Clique aqui para ler o artigo completo ->

quarta-feira, 6 de maio de 2009

Beijinho

Dar um beijinho quando pedimos, outro truque simpático para ensinar ao nosso papagaio.
Desta vez, temos de ensinar o papagaio tendo-o na mão, em cima do dedo, eu uso girassol como recompensa, e como tal, coloco uma semente entre os dentes e mostro ao papagaio pedindo um beijinho e fazendo o som do beijinho, o que esconde a semente e desperta a curiosidade do papagaio, assim que o papagaio se tenta aproximar para apanhar a semente, devemos deixar que a agarre e dizer que fez bem.
Repetir com a semente até que venha logo à procura dela e ir alternando, com semente, sem semente, pedindo sempre que toque com o bico nos nossos lábios. Para quem tem papagaios em poleiro este é um truque que se pode praticar diariamente, quando passamos perto do poleiro, podemos pedir ao papagaio um beijinho e seguir caminho.
Clique aqui para ler o artigo completo ->

Aperto de mão

Este é um truque que devemos ensinar ao papagaio não logo após o xau, para não o confundir.
Apertar a mão, dar mais cinco, chamem-lhe como acharem melhor, mas este é mais um dos truques fáceis de ensinar e que é giro o papagaio saber pois caso seja simpático para estranhos sempre é giro dizer aos amigos, "aperta aí a mão ao papagaio", quando chegam a nossa casa....
Como ensinamos, a base é quase a mesma que o xau, mas desta vez colocamos a mão em frente apenas à pata direita e assim que a agarra dizemos boa, e damos a recompensa, largando logo a pata, afastando o dedo. Mais uma vez, "aperta a mão" colocando o dedo em frente ao peito do papagaio do lado da pata direita e assim que agarra o dedo, recompensamos. Depois podemos habituar o papagaio a subir na mão esquerda e apertar a direita. Este é um truque que depois de ensinado deve ser estimulado por estranhos ao papagaio, assim tornar-se-á mais fácil podermos pedir que cumprimente as visitas na nossa casa. Bons treinos
Clique aqui para ler o artigo completo ->